Durante a entrega dos troféus do GP de Abu Dhabi, o último da temporada 2017, a organização da Formula 1 anunciou um novo logotipo, para ser usado a partir de 2018. No entanto, ele já está em uso em todas as redes sociais oficiais do desporto.
O chefe comercial da F1, Sean Bratches, afirma que «era hora de mudar depois de 23 anos» e «o antigo logo não era adequado para o digital e para o merchandising», segundo a revista Motorsport. Ele também ressaltou que marcas como Starbucks e Coca-Cola têm tirado a condensação de seus logos para entrar na era digital, e que a F1 «precisava ir um pouco mais nessa direção».
Para que tenham uma ideia, leitores, façam a comparação abaixo:No anterior, de 1994, a cor vermelha significava paixão e energia, e a preta, poder e determinação. Outro detalhe era o número 1 escondido. Bratches afirma que se fosse feita uma enquisa para discutir a logomarca até aqui, muitos não perceberiam o 1 no meio. A nova marca agora é uma estilização de dois carros a disputarem a linha de chegada. Ela foi um desenvolvimento do estúdio Wieden & Kennedy, de Londres. Já a antiga foi feita pelo estúdio Carter Wong.
E outro detalhe: se tem nova marca, o grafismo obviamente será novo. Mas ainda não há maiores detalhes sobre isso, apenas a confirmação.
REAÇÕES NA INTERNET
As reações, na maioria, foram contrárias. A mais notável de todas foi um post com o logo antigo e a hashtag #OurLogo. E também teve espaço para a criatividade, com sugestões do designer holandês Martijn Spiering (vale a pena conferir). A nova marca da F1, antes de ser revelada, teve inúmeras versões estudadas (veja duas delas abaixo e mais aqui).

E você, o que pensa? Comente nas nossas redes!